Zombooka 2

Depois de me deliciar com o Flaming Zombooka 1, chegou o Zombook 2.

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

Medo.Com

A internet e seus podres profundos. Todos nós sabemos que coisas ruins existem em qualquer lugar. No esporte, no mundo empresarial, na polícia e em qualquer espaço da terra que esteja habitado por humanos.

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

Você Sabia?

Nicole Kidman é Dra. Carol Bennel, psiquiatra em Washington, que luta para salvar a vida de seu filho ao descobrir uma invasão de um vírus alienígena.

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

Atriz brasileira é sucesso em filme americano

A brasileira Fernanda Andrade está despontando nos cinemas americanos.

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

21 de jul de 2011

Piranhas 3D

Piranha 3D (Piranha 3D - 2011)
Diretor: Alejandre Aja
Distribuidora no Brasil: Imagem Filmes
Sinopse: Um abalo sísmico abre uma grande fenda em um lago, libertando o mais assassino de todos os peixes, colocando em risco jovens do local.
Site Oficial: Piranha 3D
Legendas: Clique Aqui 



Curiosidades: No filme original, o cardume de peixes assassinos escapa de um laboratório. Piranha 3D custou cerca de 20 milhões de dólares.

Piranha 3D é uma refilmagem do filme homônimo de 1978, quando diversas produções tentavam pegar carona no sucesso de Tubarão (1975), de Steven Spielberg. O diretor foi Joe Dante, que apareceu de vez para o mundo com Gremlins (1984). Se analisarmos pela época, Piranha até que não é ruim, mas, de fato, passa longe do clássico de Spielberg em roteiro, atuações e efeitos. Mas fuçando na rede atrás de informações, li que o famoso diretor teria dito que de todas as produções similares a sua, Piranha é o mais divertido deles. 


Não há comprovação sobre a declaração. Piranha (1978) custou 800 mil dólares e arrecadou mais de 30 milhões em solo americano. Anos mais tarde, James Cameron - Sim, o mesmo de Titanic, Avatar e o Exterminador do Futuro - seria o diretor de Piranhas 2 - Assassinas Voadoras. E neste segundo pegaram pesado. As piranhas respiram fora d'água e ainda voam. Sem contar que atacam direto na jugular das vítimas. Sem comentários, James! Um "belo" começo de carreira para um cineasta que viria a ser um dos mais bem pagos no futuro com as duas maiores bilheterias da história do cinema - Titanic e Avatar.




Mas o que dizer de Piranha 3D? Jovens se reúnem todos os anos no Lago Victória, para a realização do Spring Break, uma festa tradicional dos litorais americanos. (Quem assiste Pânico na TV sabe do que se trata). É um festival de peitos e bundas para nenhum homem reclamar. Mas toda essa orgia acaba quando um abalo sísmico abre uma fenda no lago e liberta piranhas pré-históricas, o mais assassino dos peixes. 

A chefe de polícia local, Xerife Julie Forester, interpretada por Elisabeth Shue, com a ajuda do delegado Fallon, papel do veterano Ving Rhames, tem que correr contra o tempo para salvar os jovens do ataque das piranhas. Destaque para a pequena participação de Christopher Lloyd, sim, o doutor Emeritt Brown, do clássico De Volta Para o Futuro.

Mal passamos da metade de 2011 e já arrisco a dizer que Piranha 3D será A BOMBA DO ANO. O filme é chacota, um caça-níquel barato. E toda a narrativa mostra isso: Um descompromisso com qualquer ideia de roteiro amarrado. A festa, azaração, mulherada, fotografia forte, com muitas cores, mostra que o intuito nunca foi um bom filme de terror, embora o marketing prometesse. 

Quando o diretor James Cameron soube da confirmação do uso da tecnologia 3D na produção, criticou a todos duramente. Ora, mas logo ele, considerado o pioneiro no uso do 3D no cinema? Segundo o diretor, que esperou por 4 anos a Sony desenvolver uma câmera profissional que captasse imagens em 3D para filmar Avatar, o rumo que a indústria cinematográfica estava tomando iria matar a tecnologia. Com um roteiro terrível, a ideia que temos é que o objetivo mesmo da produção era arrecadar dinheiro com o 3D. 

Talvez daí venha a crítica de Cameron, no qual concordo 100%. Já reparou a quantidade de filmes anunciados como 3D nos cinemas? Muitas vezes a produção nem foi filmada com o recurso e sim convertida ao formato. Contudo, Cameron perde a razão quando autoriza um dos seus maiores sucessos, Titanic, ser relançado em 3D em 2012. Eu não li nenhuma entrevista com Cameron fazendo oposição ao lançamento.

Apesar de não ter assistido em 3D, vi em uma TV de Led, 33 polegadas, alta definição e achei muito pobre as imagens, principalmente as no fundo do lago, muito escuras, sem visibilidade. Talvez um recurso para esconder falhas nos efeitos. Piranha 3D é morno até os peixes chegarem ao local da festa. Aí, amigos, se preparem para a maior carnificina de todos os tempos. 

Confesso que a última vez que vi tanto sangue e morte foi na cena final de Rambo 4, uma das mais violentas de todos os tempos em um filme de ação. Depois que as piranhas chegam ao local, são 36 minutos de pura matança. São corpos, corpos e mais corpos mutilados. Assista e compare com a produção original. Quanta diferença! E não se repreenda ao ver a cena do pênis e perder o fôlego de tanto rir. Sensacional, de tão ridícula que é. Vou fazer questão de não escrever aqui para não perder a graça. 

O barulho que as piranhas emitem é dispensável, não condiz com o tamanho dos bichos, dá a impressão de um bando de javalis com leshimaniose. E a justificativa de que não são peixes comuns é muito vagabunda. Uma das únicas coisas legais foi ver Ving Rhames usar um motor de barco e triturar as malditas. Para finalizar, como todo filme ruim, o final é um clichê dos mais batidos possíveis. Difícil acreditar que o diretor dessa bomba foi o mesmo do excelente Viagem Maldita. Definitivamente, não gastarei meu tempo assistindo o próximo remake, já anunciado. Ainda mais se o roteiro for fiel ao original. 

Ver, outra vez, piranhas voando e respirando fora d'água é demais!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...