Zombooka 2

Depois de me deliciar com o Flaming Zombooka 1, chegou o Zombook 2.

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

Medo.Com

A internet e seus podres profundos. Todos nós sabemos que coisas ruins existem em qualquer lugar. No esporte, no mundo empresarial, na polícia e em qualquer espaço da terra que esteja habitado por humanos.

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

Você Sabia?

Nicole Kidman é Dra. Carol Bennel, psiquiatra em Washington, que luta para salvar a vida de seu filho ao descobrir uma invasão de um vírus alienígena.

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

Atriz brasileira é sucesso em filme americano

A brasileira Fernanda Andrade está despontando nos cinemas americanos.

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

27 de out de 2009

A Maldição de Samantha

A Maldição de Samanta (Deadly Friend -1986)
Direção: Wes Craven
Elenco: Matthew Laborteaux, Kristy Swanson, Michael Sharret.
Sinopse: Apaixonado pela vizinha, jovem toma atitude extrema quando perde seu amor de adolescencia.
Distribuidora no Brasil:Warner Home Video

Mais um grande clássico dos anos 80. O diretor é Wes Craven, de A Hora do Pesadelo, Amaldiçoados e da franquia Pânico. Paul (Matthew Laborteaux) é um jovem com grande talento em robótica. Ao se mudar para uma nova cidade, ele se apaixona por Samanta (Kristy Swanson), sua vizinha. Mas, em uma trágica noite, a moça, depois de ser agredida pelo pai, sofre um terrível acidente. Não se conformando, Paul irá fazer de tudo para salvar o seu amor.

Que lindo, parece um filme romântico não é mesmo? Essa pequena sinopse é somente para não estragar o que mais de legal tem em A Maldição de Samanta. Em uma época onde os filmes de terror estão cada vez mais violentos e sem histórias, este clássico é uma excelente pedida para quem quiser reviver os tempos de ouro do terror. O filme não é cansativo, tem um bom roteiro e atire a primeira pedra quem não se apaixona por Samanta. Entretanto, Wes Craven conseguiu foder com toda a história em um final totalmente desagradável. 

A idéia que fica é que o orçamento estourou e para não ficar incompleto filmaram qualquer coisa para finalizar. Não tira o brilho do roteiro em si, mas poderia ter sido melhor. E a cena da bola de basquete é memorável. Percebe-se que é um boneco? Claro, mas tudo compatível com a tecnologia disponível para a época. Nada que impeça de ser um bom filme.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...