Zombooka 2

Depois de me deliciar com o Flaming Zombooka 1, chegou o Zombook 2.

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

Medo.Com

A internet e seus podres profundos. Todos nós sabemos que coisas ruins existem em qualquer lugar. No esporte, no mundo empresarial, na polícia e em qualquer espaço da terra que esteja habitado por humanos.

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

Você Sabia?

Nicole Kidman é Dra. Carol Bennel, psiquiatra em Washington, que luta para salvar a vida de seu filho ao descobrir uma invasão de um vírus alienígena.

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

Atriz brasileira é sucesso em filme americano

A brasileira Fernanda Andrade está despontando nos cinemas americanos.

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

21 de mar de 2009

Alma Perdida

Alma Perdida bem que tentou, mas não conseguiu ser um sucesso do gênero. Há alguns meses vi o trailer e imaginei que seria um bom filme, com sustos e suspenses interessantes. Ledo engano, mais uma prova de que trailers não servem como parâmetros para avaliações e decisões de assistir ou não. Filmes com crianças-fantasmas costumam ser bem assustadores, mas Alma Perdida decepcionou, perdeu a chance de entrar neste seleto grupo, onde podemos citar O Chamado, o Sexto Sentido e o clássico Poltergeist como bons representantes da categoria. 

Logicamente, O Exorcista não entra nas citações, é o pai de todos, como Pelé no futebol. Qualquer lista sobre bons filmes de terror devem ser batizadas como O Exorcista + 10. Não há nenhuma produção de terror capaz de superar o sucesso e temor que a possessão de Regan causou no mundo cinematográfico.
Alma Perdida (The Unborn -2008)


Elenco: Gary Oldman, Carla Gugino, Odette Yustman, Cam GigandetJane Alexander
Sinopse: Garota tem  pesadelos com a figura de um estranho e desconhecido menino. Aos poucos, o que era apenas sonhos se transforma em terríveis acontecimentos na vida da jovem.   
Distribuição no Brasil: Universal Pictures

O início de Alma Perdida é tenso, muito mais por uma prática que a indústria cinematográfica vem utilizando há muito tempo: um efeito de som alto para potencializar o impacto de determinada cena. Talvez a reação do espectador é muito mais pelo som do que pela própria cena em si. 

Isso me irrita, pois os melhores filmes de terror que conheço não utilizaram esse recurso para causar espanto. Até os 40 minutos, Alma Perdida soube explorar o bom efeito que crianças causam em filmes de terror, mas depois se torna enfadonho e repetitivo, onde você quer que o final chegue logo apenas para não ficar no vácuo. A cena do exorcismo da personagem poderia ter sido mais explorada e o final um pouco mais trabalhado. Ao terminar, fiquei com uma sensação de vazio, como se eu tivesse almoçado núvens com molho de vento. E a parte do Holocausto é totalmente dispensável, os roteiristas poderiam ter se esforçado um pouco mais.

2 comentários:

Juliana disse...

Eu vi... e confirmo o que foi dito. Adoro filme com cenas de exorcismo, mas este esqueceu de evidenciar o "melhor da festa"!!!

Consegui até dar boas gargalhadas!!!

Cínthia disse...

nada como uma gostosa na capa pra chamar atenção da rapaziada...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...